Passe

“ ... Chegou, então, um dos chefes da sinagoga, de nome Jairo, e, ao vê-Lo, prostrou-se a Seus pés e suplicou-Lhe insistentemente: “ A minha filha está a morrer: vem, impõe-lhe as mãos para que se salve e viva.” Jesus partiu com ele...”  ( Mc., V: 22 a 24 )

“ ... Apenas curou alguns enfermos, impondo-lhes as mãos. Estava admirado com a falta de fé daquela gente.”   ( Mc., VI: 5)    

“ Quem admite hoje o fenômeno magnético, por novidade, se esquece naturalmente de que, no Egito de Ramsés, velho papiro trazido aos nossos dias, já preceituava quanto ao magnetismo curativo: - pousa a tua mão sobre o doente e acalma a dor, afirmando que a dor desaparece.” ( Emmanuel/Francisco Candido Xavier. Religião dos Espíritos. Fenômeno Magnético.)

O Passe Espírita é uma transfusão fluídica, uma doação energética, um derramamento de energias psicobiofísicas provenientes do médium passista, acrescidas das energias ou fluidos espirituais derramados sobre os médiuns passistas pelos Benfeitores espirituais, que atuam neste trabalho socorrista e das energias ambientais. Juntas, produzem as condições de atendimento às necessidades do momento.

O passe, terapia de amor, está inserido entre os recursos capazes de auxiliar os sofredores, na medida em que lhes possibilita a absorção de novas energias capazes de restabelecer o equilíbrio: físico, mental e espiritual.

O passe, sem dúvida, é a terapia que mais se ajusta aos procedimentos inferidos do Evangelho de Jesus e da Doutrina Espírita, principalmente por seu caráter interativo: a vontade e a fé do doador e do recebedor.

O passe não é obrigatório, tomam-no as pessoas que o desejarem.

O passe espírita é aplicado em estado de lucidez e absoluta tranqüilidade; pois, o contato entre o médium passista e os Espíritos responsáveis pela câmara de passes se faz à nível mental: sintonia e intuição, sem manifestação de Espíritos.

No Centro Espírita Amor, Caridade e Esperança o serviço de passe  é oferecido sempre, após as Reuniões Públicas Evangélico-Doutrinárias, que se realizam aos domingo - 17 h., às terças-feiras - 16  h.,  às quartas-feiras - 21 h., às quintas-feiras - 10 h., e às sextas-feiras - 21 h.